sábado, 30 de abril de 2016

Trabalhadores da Fundação CASA deliberam pela greve geral

Trabalhadores da Fundação CASA deliberam pela greve geral na categoria a  partir da zero hora do dia 07/05.



Nesse sábado,  30 de abril de 2016, os servidores da FUNDAÇÃO CASA, em assembléia Geral decretaram GREVE GERAL, por melhores condições de trabalho e salário.

                      vídeo do momento da votação da greve
video



Deputado Carlos Giannazi participa da Assembleia dos trabalhadores em apoio a luta da categoria

fonte:https://www.facebook.com/reginaldosoaresxavier?fref=ufi
O Deputado Estadual Professor Carlos Giannazi/PSOL-SP, colocou o seu gabinete e mandato à nossa inteira disposição e declara apoio total ao nosso movimento paredista/grevista... Liguem para os seguintes telefones: (011) 3886-6690 ou 3886-6686, celular: (011) 94762-6529, Nextel: (011) 7889-4676 Falem com o Prof. Luiz ("Ferreirinha").














Dr. Alfredo
Considerando que a decretação da greve foi deflagada pela categoria em uma assembléia com todos os preceitos legais; por ser decisão da categoria entendo que a não adesão á greve um direito do servidor, mas a feitura de horas extras fora do seu plantão, isto é , fora da sua jornada de trabalho, deva está atitude ser estudada pelo juridico do sindicato como "atitude anti sindical', com participação nominal do servidor que venha a fazê-la (horas estras durante o periodo de greve) conjuntamente com a fundação (empregadora) e deva denunciar não só ao tribunal tal feito, mas também denunciar à categoria o servidor que "corre" com o patrão contra a categoria, fica neste a sugestão para a direção do sindicato analizar.



Ontem, 29 de abril, a Direção do SITSESP/SITRAEMFA e Comissão de Trabalhadores juntamente com a  direção da Instituição. A presidente da Fundação CASA  declarou que não  haveria aumento, nem tão pouco o bônus. Mas que até o fim da tarde ela ainda teria mais uma conversa com o Governo e estava esperançosa.
A tarde, o sindicato SITSESP/SITRAEMFA recebeu um comunicado da Instituição com a proposta do Governo para o pagamento da metade do bônus que atingiu 78,40 %. A  serem creditados em duas parcelas e ainda com nova rodada de negociação daqui a um mês.






sexta-feira, 29 de abril de 2016

Internos da Fundação Casa algemam agentes e fogem de van após jogo

Adolescentes participavam de campeonato de basquete em Batatais (SP). 
Internos usaram meiões para aplicar 'gravata' e render funcionários. 

Seis internos da Fundação Casa de Taquaritinga (SP) renderam um motorista e fugiram de dentro de uma van, que fazia o transporte dos adolescentes após participarem de um campeonato de basquete, na tarde de quarta-feira (27).

Em nota, a Fundação Casa informou que abriu sindicância para apurar as circunstâncias da fuga dos jovens que cumpriam medida socioeducativa e que nenhum interno foi recapturado até a manhã desta quinta-feira (28).

Segundo informações do boletim de ocorrência, 10 adolescentes foram levados para a competição em Batatais (SP). Depois do jogo, quando viajavam de volta para Taquaritinga, os internos deram uma gravata no motorista e seis fugiram da van da Fundação Casa.
Outros três funcionários que acompanhavam o grupo também foram rendidos pelos internos com o golpe. Ainda de acordo com o boletim de ocorrência, os adolescentes usaram meiões de basquete para aplicar a gravata nos agentes.

Os adolescentes conseguiram tirar as algemas e algemaram dois dos funcionários e amarraram o motorista e outro agente com um cadarço de tênis. Os reféns também tiveram alianças, relógios e celulares roubados pelo grupo.

Um dos internos assumiu a direção do veículo, em frente ao trevo da Universidade Estadual Paulista (Unesp), de Jaboticabal (SP). Ele dirigiu poucos metros até a frente de um hotel e os adolescentes deixaram a van.
Como estavam com os olhos vendados, os agentes não viram em que direção os internos fugiram. Os outros adolescentes que continuaram na van ajudaram a desamarrar o motorista, que seguiu com a van até a Fundação Casa de Taquaritinga, onde acionaram a polícia.

Fundação Casa
Em nota, a Fundação Casa informou que a corregedoria da instituição instaurou uma sindicância para apurar as circunstâncias da fuga dos internos que cumpriam medida socioeducativa em Taquaritinga.
A instituição informou também que nenhum adolescente foi recapturado até a manhã desta quinta-feira e afirmou que a Polícia Militar foi acionada e realiza buscas na região.
Ainda de acordo com a Fundação Casa, os menores que forem apreendidos passarão por uma Comissão de Avalição Disciplinar (CAD) e poderão sofrer sanções disciplinares, que vão da redução do tempo de visita à suspensão de atividades externas.

http://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/noticia/2016/04/internos-da-fundacao-casa-algemam-motorista-e-fogem-de-van-apos-jogo.html

Agente Socioeducativo é assassinado em Cabo Frio, no RJ

Agente do Degase de Macaé é assassinado em Cabo Frio, no RJ

De acordo com BPRv, pelo menos 20 disparos foram feitos.
Crime aconteceu nesta segunda-feira (25).

Um agente do Centro de Recursos Integrados de Atendimento ao Adolescente de Macaé, RJ, foi morto com pelo menos 20 tiros em frente à subprefeitura de Tamoios, segundo distrito de Cabo Frio, Região dos Lagos do Rio, na manhã desta segunda-feira (25).
Segundo o Batalhão de Polícia Rodoviária Federal, que assumiu a ocorrência, Leandro Rafael Ramos de Mello, de 39 anos, estava de moto quando foi atingido pelos disparos. A vítima morreu no local por volta das 6h.

A perícia foi chamada para o local. O corpo da vítima será removido para o Instituto Médico Legal de Cabo Frio. Ninguém foi preso até o momento.

http://g1.globo.com/rj/regiao-dos-lagos/noticia/2016/04/agente-do-degase-de-macae-e-assassinado-em-cabo-frio-no-rj.html

Incêndio destrói três cômodos de centro socioeducativo em Manaus

Nenhum dos 22 adolescentes abrigados no local ficaram feridos; Bombeiros suspeitam que origem do incêndio tenha sido criminoso.



Manaus - Um incêndio destruiu três cômodos do Centro Socioeducativo de Semiliberdade, localizado na Avenida Constantino Nery, zona sul de Manaus, na noite desta quarta-feira (27). A casa sob responsabilidade da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) abriga 22 adolescentes infratores com idades entre 13 e 17 anos. Nenhum dos jovens saiu ferido gravamente. As informações são do capitão do Corpo de Bombeiros, Andrey Barbosa, e do tenente da 22ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), Rogério Costa.

De acordo com o capitão dos Bombeiros, o incêndio foi de grandes proporções por ter destruído totalmente os três cômodos do local. 13 colchões, 10 beliches, dois ventiladores, dois armários metálicos e um bebedouro acabaram incendiados. As chamas foram controladas em menos de uma hora. "Apenas um adolescente de 13 anos se feriu ao correr e pular de uma janela. Ele machucou a barriga sem gravidade e passa bem", disse.

A suspeita é que o incêndio tenha sido criminoso, segundo o capitão dos Bombeiros. "Acreditamos que os próprios adolescentes tenham ateado fogo no local", declarou.




O tenente Rogério Costa informou que 17 dos 23 internos estavam no local. "Não é possível precisar se os outros seis fugiram ou apenas não voltaram. Todos vivem em regime de semi-liberdade, saindo de dia e voltando à noite", declarou.

Procurada pela reportagem, a Sejusc informou que os adolescentes da casa cumprem medidas uma parte nas próprias casas ou na escola e outra parte no Centro Socioeducativo. Segundo o órgão, quatro dos adolescentes que completaram 18 anos no local, mas, ainda viviam na residência, irão pernoitar no 12º Distrito Integrado de Polícia. O destino deles será decidido por um juiz, nesta quinta-feira (28), de acordo com a secretaria.

Já outros 13 jovens vão ser levados para o Centro Socioeduvativo Raimundo Parente, na Cidade Nova, de acordo com a Sejusc. Por fim, outros cinco adolescentes que estavam na escola e iriam voltar para a Semiliberdade, seguirão para as casas dos responsáveis. Todos os 22 internos serão monitorados, conforme o órgão, pela equipe da secretaria, entre eles, assistentes sociais e psicólogos.

http://new.d24am.com/noticias/amazonas/incendio-destroi-tres-comodos-centro-socioeducativo-constantino-nery/150852

Fundação Casa é condenada a instalar segunda unidade em São José

20140513_fundacao_casa_febem_flavio_pereira_6
Uma unidade de semiliberdade foi instalada em 2015 na cidade

A Justiça julgou parcialmente procedente a ação movida pelo Ministério Público e condenou a Fazenda do Estado de São Paulo e a Fundação Casa a implantarem, em São José dos Campos, a segunda unidade de cumprimento de medida de semiliberdade.

De acordo com a decisão, a unidade deverá ter capacidade para abrigar 20 adolescentes. A ação foi julgada parcialmente procedente porque a primeira unidade de semiliberdade foi implantada durante a tramitação do processo, atendendo em parte o pedido do MP.

Em nota enviada por e-mail, a assessoria da Fundação Casa informou que a Instituição ainda não foi notificada sobre a decisão da Justiça de implantar o segundo Centro Socioeducativo de Semiliberdade em São José dos Campos. Informa ainda que, em junho de 2015, foi implantado um centro de semiliberdade na cidade.

Ação 
Na ação, ajuizada em setembro de 2014, a Promotoria de Justiça de São José dos Campos sustentou que o município não dispunha de nenhuma unidade da Fundação Casa destinada à inserção de adolescentes em regime de semiliberdade, apesar da grande demanda. A situação penalizava as famílias e os menores, que tinham que cumprir as medidas em unidades distantes das cidades de origem. 

A implantação deverá ser feita no prazo de 12 meses a contar do exercício financeiro seguinte à data do trânsito em julgado da decisão. A RMVale abriga cinco unidades da Fundação Casa - em Caraguatatuba, Jacareí, Lorena, São José dos Campos e Taubaté.


http://www.meon.com.br/noticias/regiao/fundacao-casa-e-condenada-a-instalar-segunda-unidade-em-sao-jose

terça-feira, 26 de abril de 2016

Seis ficam feridos em motim na Fundação Casa de Guarulhos

Três funcionários e três adolescentes ficaram feridos em um motim na Fundação Casa, em Guarulhos (SP), na manhã desta terça-feira (26).

O tumulto começou às 8h20 em uma das salas de aula, segundo nota da instituição, e foi controlado cerca de meia hora depois pelos próprios funcionários do local.

Os feridos foram socorridos e encaminhados a um hospital. A instituição não soube informar a gravidade dos ferimentos e aguarda boletim médico das vítimas.
Ainda de acordo com a nota, a Corregedoria Geral da instituição instaurou sindicância para apurar as causas do tumulto e a quantidade de menores envolvidos. Os adolescentes envolvidos vão passar por uma Comissão de Avaliação Disciplinar (CAD), que vai determinar as punições. A investigação pode durar até 90 dias.
A unidade de Guarulhos tem capacidade para atender 64 adolescentes e estava com 56 jovens. O Judiciário e os familiares dos jovens serão avisados da ocorrência.


http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2016/04/seis-ficam-feridos-em-motim-na-fundacao-casa-de-guarulhos.html

Interno da Fundação Casa espanca outro adolescente

Mais uma vez, a Fundação Casa de Franca foi palco de uma briga. Um adolescente de 17 anos criou uma verdadeira confusão enquanto os internos passavam pelo procedimento diário de escovação dos dentes e higiene pessoal.

No início da tarde do dia 24, ele partiu para cima de um outro jovem que está na instituição e desferiu vários socos e chutes. 



Segundo o boletim de ocorrência, um agente sócio-educativo que acompanhava os adolescentes enquanto eles escovavam os dentes e passavam pela higiene rotineira surpreendeu o menor batendo no outro. Socos e chutes acertaram o corpo da vítima, que também tem 17 anos, e provocaram um ferimento em seu olho. Foi necessário que o interno agredido recebesse atendimento médico.
Um auto de lesão corporal foi elaborado por um dos policiais do 5º DP e encaminhado ao delegado Helder Rodrigues, que deverá apurar essa agressão e a sofrida por um agente na semana passada. Ele foi atacado e espancado por pelo menos cinco internos e teve vários ferimentos. O caso segue sob investigação na Polícia Civil e uma sindicância foi instaurada pela Corregedoria Geral para saber o que aconteceu.

http://gcn.net.br/noticias/318865/franca/2016/04/interno-da-fundacao-casa-espanca-outro-adolescente-e-caso-vai-parar-na-delegacia

domingo, 24 de abril de 2016

Funcionários viram reféns e internos tentam fugir na Fundação Casa de SBC

No inicio de uma rebelião na Fundação Casa de São Bernardo, ocorrida na última sexta-feira (22), três funcionários da unidade foram tomados como reféns, para que os internos promovessem uma fuga em massa.

Tentativa de fuga dos internos falhou devido ao policiamento na área externa dos pavilhões (Foto: Reprodução)
Tentativa de fuga dos internos falhou devido ao policiamento na área externa 

Após o ocorrido, uma negociação entre os internos e a diretoria do estabelecimento, resultou na liberação dos reféns ilesos. 

Já a tentativa de fuga dos internos foi frustrada devido ao policiamento na área externa  da unidade. 

http://cotidiano.tvberno.com.br/funcionarios-viram-refens-e-internos-tentam-fugir-na-fundacao-casa-de-sbc-saiba-mais-14774/

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Funcionário da Fundação CASA é espancado por internos

Instituição volta a conviver com casos de agressões em seu interior. Corregedoria prometeu agir

O que deveria ser uma revista como as que acontecem todos os dias, sem agressões e apenas alguns comentários e xingamentos, transformou-se em um verdadeiro pesadelo para um funcionário da Fundação Casa. 

Um bando de adolescentes que estão detidos na instituição promoveram uma verdadeira sessão de tortura e agressão a um servidor na última terça-feira. O homem, que tem entre 45 e 50 anos, e não teve a identidade divulgada por motivos de segurança, foi covardemente agredido com socos e chutes por pelo menos cinco internos. Ele precisou de atendimento médico e da ajuda dos colegas para que a agressão não terminasse em tragédia.

De acordo com um agente que trabalha na instituição e também preferiu não se identificar, a confusão teve início logo que os menores foram reunidos para passarem pela revista diária na qual são submetidos, como de praxe, na fundação.

“Um deles começou o tumulto e instigou os outros a partirem para cima do funcionário, que já foi agredido em situação semelhante no final do ano passado por cobrar disciplina dos meninos. Eles não respeitam ninguém e, na terça-feira, não foi diferente”, revelou.

Desferindo socos e chutes na vítima, o adolescente contou com o apoio de outros internos que não aceitaram a revista. “A sorte foi que ele conseguiu chegar ao portão onde estavam os outros agentes. Ele ficou bem machucado e precisou de atendimento médico. Eu acho que teria acontecido algo muito pior se os agressores o cercassem”, disse. Para que o tumulto se encerrasse, ainda de acordo com o agente, foi necessária a vinda de um grupo da Fundação Casa de Ribeirão Preto. A confusão teria durado mais de três horas e envolveu outros menores que tentaram participar da briga. Por sorte, ninguém mais se feriu.

Em nota enviada no final da tarde de quarta-feira, a assessoria de imprensa da Fundação Casa confirmou a agressão sofrida por um dos funcionários de Franca. Uma sindicância foi instaurada pela Corregedoria Geral para apurar o que aconteceu. O número de envolvidos, segundo a assessoria, foi menor do que o denunciado (inicialmente cogitou-se dezenas). “Um grupo de cinco adolescentes tentou agredir os funcionários, mas foi rapidamente contido pelos servidores. O Judiciário e familiares dos jovens serão avisados da ocorrência”, informou a instituição.

Nos próximos dias, conforme o comunicado, os menores envolvidos na situação passarão por uma Comissão de Avaliação Disciplinar (CAD) para determinar as punições cabíveis. Além disso, a agressão foi registrada no 5º Distrito Policial e será investigada.

http://gcn.net.br/noticias/318556/franca/2016/04/funcionario-da-fundacao-casa-de-franca-e-espancado-por-internos

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Agente socioeducativo espera auxilio há 6 meses

Clayton Castelani
do Agora

O agente socioeducativo Wilson Lins de Araújo, 44 anos, foi afastado do trabalho em setembro do ano passado, após ser diagnosticado com um quadro de depressão profunda.

O agravamento da doença coincidiu com o início da greve dos peritos do INSS, impedindo Araújo de realizar o exame e de receber o auxílio-doença.

Perícia será feita em maio
Doente e sem renda, Araújo, sua mulher Selma Martins Silva e Lins, 44 anos, e os três filhos do casal foram obrigados a sair da casa onde moravam de aluguel.

A família passa as noites espremida em um quarto na residência da mãe dele.

Selma até conseguiu emprego, evitando que a família ficasse completamente sem renda, mas o salário que recebe como operadora de teleatendimento não cobre nem mesmo as despesas médicas do marido.

"Recebemos uma carta de cobrança do convênio. Entramos em desespero", conta Selma.

O drama da família de Araújo poderia ter sido encerrado em janeiro, para quando estava agendada a perícia do segurado.

Mas, devido à greve, o atendimento foi remarcado para maio.

Sem previsão médica sobre sua recuperação, o segurado pede a antecipação da sua perícia ao INSS.

http://www.agora.uol.com.br/defesadocidadao/2016/04/1761851-segurado-espera-auxilio-ha-6-meses.shtml