segunda-feira, 23 de maio de 2016

Quadrilha invade Fundação Casa e leva doze internos na zona leste de SP

Caso aconteceu na tarde de domingo; até agora apenas um jovem foi recapturado

Quatro homens armados invadiram uma unidade da Fundação Casa em Itaquera, na zona leste de São Paulo, e levaram doze adolescentes na tarde de domingo.

De acordo com a assessoria da Fundação Casa, a ação aconteceu por volta das 14h30 na unidade Fazenda do Carmo. Quatro homens armados, que vieram de fora, renderam os funcionários do local, invadiram o centro socioeducativo e levaram doze internos. A PM foi acionada e, até o momento, apenas um jovem foi recapturado.

A Fundação Casa diz que um boletim de ocorrência foi lavrado e a investigação ficará sob responsabilidade da Polícia Civil. A Corregedoria Geral instaurou sindicância para investigar as circunstâncias da fuga.

Os adolescentes envolvidos passarão por uma Comissão de Avaliação Disciplinar (CAD). O Judiciário e os familiares já foram informados da ocorrência.



http://oglobo.globo.com/brasil/quadrilha-invade-fundacao-casa-leva-doze-internos-na-zona-leste-de-sp-19358612

Pelos menos 12 adolescentes fogem da Fundação Casa neste domingo

Pelo menos 12 adolescentes fugiram da Fundação Casa da Fazenda do Campo, em Itaquera, zona leste de São Paulo, por volta das 14h30 deste domingo (22).

De acordo com o sindicato dos funcionários da instituição, criminosos invadiram o local no início da tarde de hoje – dia de visita – e resgataram os jovens. Quando fizeram os servidores de refém, acabaram ferindo um deles, mas sem gravidade. Após a fuga, a PM (Polícia Militar) também foi acionada para a unidade.

Por meio de nota, a Corregedoria Geral da Fundação Casa afirmou que instaurou sindicância para investigar as circunstâncias em que ocorreu a fuga de 12 adolescentes. A ação, segundo o órgão, aconteceu depois que quatro homens armados renderam funcionários e invadiram o centro socioeducativo.

Até o momento, um jovem foi recapturado. Um boletim de ocorrência foi lavrado e a investigação ficará sob responsabilidade da Polícia Civil. Os adolescentes envolvidos passarão por uma CAD (Comissão de Avaliação Disciplinar). O judiciário e os familiares serão informados da ocorrência.

http://noticias.r7.com/sao-paulo/pelos-menos-12-adolescentes-fogem-da-fundacao-casa-neste-domingo-22052016

Invasores da Fundação Casa em SP ameaçaram matar, diz funcionário

Grupo resgatou 12 internos da unidade Itaquera na tarde deste domingo.

Funcionários da unidade de Itaquera da Fundação Casa disseram ao Bom Dia São Paulo que viveram momentos de terror quando bandidos invadiram o local e libertaram 12 internos na tarde deste domingo (23). "Deitaram todo mundo no chão pedindo para matar", afirmou um funcionário. A assessoria da Fundação Casa disse que eram quatro homens armados que fizeram o resgate e que um jovem foi recapturado. Segundo os funcionários, os invasores eram seis adolescentes.
Ainda de acordo com os funcionários, os invasores dominaram uma mulher que atendia as famílias que chegavam. “Eles entraram e foram muito violentos”, disse um funcionário que não quis se identificar.

Os funcionários contam que passaram por momentos de horror. Os adolescentes, todos armados, renderam os funcionários e ameaçaram matá-los.

“Deitaram todo mundo no chão e pedindo para matar e nesse momento foi que eu me tranquei numa sala e foi que aconteceu o resgate, vários familiares ficaram feridos, vários funcionários ficaram feridos porque deram coronhada na cabeça, no rosto”, afirmou.

Depois, os adolescentes correram por um corredor e resgataram 12 internos.

Funcionário da Fundação Casa disse que invasores eram violentos (Foto: TV Globo/Reprodução)


Esse não foi o único problema da Fundação Casa nos últimos dias. Na sexta-feira, o SPTV revelou que por causa da greve dos funcionários, menores infratores que deveriam ir para uma unidade da fundação estão sendo liberados. Em ofício assinado pela diretora técnica Maria Eli Bruno, ela diz que "estamos suspendendo temporariamente a concessão de vagas para a entrada de jovens".

A Corregedoria-Geral da Fundação Casa instaurou sindicância para investigar as circunstâncias em que ocorreu a fuga de 12 adolescentes.

http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2016/05/invasores-da-fundacao-casa-em-sp-ameacaram-matar-diz-funcionario.html

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Sem acordo, funcionários da Fundação Casa mantêm greve em SP

Sindicato pede reajuste de 42,68%; mas instituição oferece 5,22%.
Justiça concedeu liminar que obriga parte dos funcionários a trabalhar.


Sem acordo, funcionários da Fundação Casa mantêm greve em SP
Sindicato pede reajuste de 42,68%; mas instituição oferece 5,22%.
Justiça concedeu liminar que obriga parte dos funcionários a trabalhar.

Funcionários e representantes da Fundação Casa não entraram em acordo na reunião realizada na manhã desta quinta-feira (19), no Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, em São Paulo. Segundo o sindicato da categoria, a greve está mantida.

A Fundação Casa manteve a proposta de reajuste de 5,22%, apresentada na reunião realizada no dia 13. Os representantes do sindicato informaram que vão realizar uma nova assembleia na sexta-feira (20) para apresentar o valor. Os funcionários pedem reajuste de 42,68%.

“A greve continua. Em todo o estado, são 150 centros paralisados. Eles nos apresentaram um valor irrisório, e não mantiveram nem mesmo o acordo de paz”, afirmou Aldo Antônio, presidente do Sitraemfa.
A cláusula de paz, que havia sido negociada na primeira reunião, não foi mantida. A medida garantia que os trabalhadores continuariam atuando, e a empresa não aplicaria nenhum tipo de punição aos grevistas.
Em abril, a Justiça concedeu uma liminar que obriga parte dos funcionários a trabalhar, sob pena de multa de R$ 100 mil por dia, em caso de greve. “Estamos cumprindo essa determinação. Cerca de 70% dos agentes e 50% de funcionários de outros setores seguem trabalhando”, disse o presidente do Sindicato.

Sem acordo, o julgamento do caso será realizado no Tribunal Regional do Trabalho na próxima terça-feira (24).

http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2016/05/sem-acordo-funcionarios-da-fundacao-casa-mantem-greve-em-sp.html

Homens armados interceptam Kombi e resgatam menores infratores

Adolescentes saíam de audiência quando três suspeitos pararam o veículo. 
Transporte era feito sem escolta policial; jovens permanecem foragidos.

Dois internos da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) fugiram com a ajuda de três suspeitos na tarde de quarta-feira (18). De acordo com a Polícia Militar (PM), o resgate aconteceu enquanto os menores eram transportados em uma Kombi por três agentes socioeducativos.

Segundo a Funase, os menores eram internos do Centro de Internação Provisória (Cenip) do Recife e foram resgatados pelos suspeitos após saírem de uma audiência no Fórum de Ipojuca, também na RMR. Na ocasião, o juiz avaliaria se eles deveriam permanecer no Cenip ou se seriam absolvidos.

A audiência em questão foi de apresentação do caso dos dois jovens e a sentença seria proferida em uma segunda audiência. Um terceiro socioeducando que participou da sessão foi liberado pelo juiz e entregue à família. Os outros dois internos foram encaminhados de volta à unidade.

O juiz não solicitou escolta policial para acompanhar o veículo e os jovens de volta ao Centro e os menores seguiram acompanhados apenas pelos agentes socioeducativos. Os profissionais não têm porte de armas.
Durante o trajeto de Ipojuca até Recife, os três suspeitos anunciaram a ação em um trecho próximo ao Engenho Massangana, na zona rural do município do Cabo de Santo Agostinho, na RMR. Na Kombi, os agentes socioeducativos e o motorista do veículo cederam à investida e os jovens fugiram. Ninguém ficou ferido.

Após a interceptação, os agentes conseguiram identificar os números finais da placa do carro dos suspeitos e chegaram a acionar o serviço policial para que fossem feitas buscas na região. Entretanto, os suspeitos e os internos permanecem foragidos.

http://g1.globo.com/pernambuco/noticia/2016/05/homens-armados-interceptam-kombi-e-resgatam-menores-infratores.html

VEJAM TAMBÉM:

GRUPO DE MENORES FAZ REBELIÃO E TENTA FUGIR DE CENTRO SOCIOEDUCATIVO

Menores infratores tentam matar colega no Centro de Ressocialização em Cuiabá 

Trio espanca a pauladas interno de 16 anos do Centro socioeducativo

Agentes socioeducativos encontram estatuto de facção em unidade para menores infratores no Rio

Agentes socioeducativos encontraram um estatuto com regras de conduta num alojamento do Cense de Volta Redonda, unidade que abriga menores infratores no Sul Fluminense. 

Adolescentes duranta uma rebelião no Cense-Volta Redonda, em setembro de 2014

As normas seriam para os jovens que integram a maior facção criminosa do Rio.

De acordo com o Sindicato dos servidores do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Sind-Degase), o documento foi elaborado por um dos jovens que cumpre medida de internação na unidade, baseado nas regras válidas para os detentos da facção que estão nas unidades prisionais do estado. O estatuto foi encontrado durante um procedimento de rotina no qual os jovens foram revistados.




Na primeira parte do estatuto, são listadas 16 regras de convivência entre os jovens. “Não abaixar a cabeça pro verme, senão poderá roncar pros demais amigos”, diz a primeira norma. O termo verme é uma referência aos próprios agentes socioeducativos.



“Avisar a família para evitar de vir com roupas coladas e transparentes inadequadas pra visita”, continua o estatuto. “Não sair da lógica verbalmente ou fisicamente com amigos demais”, diz outro trecho do documento.

Já na segunda parte do documento, foram elencados os dez mandamentos da facção, entre eles não caguetar, não cobiçar a mulher do próximo, orientar os mais novos e não conspirar. No Cense-Volta Redonda, há menores infratores de todas as facções criminosas do Rio. Eles são divididos, no entanto, em diferentes galerias.

Procurado pelo EXTRA, o Degase informou que o material será encaminhado à equipe técnica da unidade para que seja realizado "um trabalho de desmistificação desses símbolos fáticos com os adolescentes e familiares". O departamento acrescentou ainda que tal trabalho "já é realizado, diariamente, tendo em vista que o fenômeno social das facções, que são sempre noticiadas pela imprensa, inclusive, é uma realidade na sociedade fluminense. Trata-se de um fenômeno exógeno que, infelizmente, é parte da realidade social dos jovens por nós assistidos", concluiu a nota.

http://extra.globo.com/casos-de-policia/agentes-encontram-estatuto-de-faccao-em-unidade-para-menores-infratores-no-rio-19330457.html

sábado, 14 de maio de 2016

Trabalhadores da Fundação CASA deliberam pela continuidade do movimento grevista

assem 13 05

Trabalhadores da Fundação CASA do interior, litoral e capital tiveram um dia intenso de manifestações. 

No inicio da tarde de ontem 13/05 os trabalhadores da Fundação CASA do interior, litoral e capital fizeram grande ato público em frente à sede da Instituição, onde mostraram a força e a garra ...
     


Após o ato, os trabalhadores se dirigiram em passeata pelas ruas da cidade de São Paulo mostrando a união de uma categoria que há muitos anos vem sofrendo com o descaso da Instituição, que só quer sugar dos seus servidores, sem olhar para os seus trabalhadores.

        No Tribunal Regional do Trabalho - TRT, não foi diferente a Instituição propôs miseráveis 2,61% de reajuste sobre o salário de março de 2016, e mais 2,55% a partir de setembro, o qual incidiria sobre o salário já reajustado, repercutindo nos benefícios e ainda paralisação do movimento grevista.

        Os trabalhadores ficaram indignados com o reajuste oferecido pela Instituição e ressaltaram a falta de respeito do Governo do Estado que não negocia e ainda quer retirar direitos, propondo até mesmo a diminuição da jornada de trabalho, com a redução dos salários e benefícios dos trabalhadores.

A GREVE CONTINUA E A LUTA SERÁ MAIS FORTE!

A direção do SITSESP/SITRAEMFA só tem a agradecer e parabenizar a todos da categoria que estão fazendo desta Campanha Salarial 2016 um momento único, de luta e muita garra.

CATEGORIA..... É NOSSA HORA NOSSA VEZ, É GREVE!!!!

http://sitsesp.org.br/index.php/en/justica-e-cidadania/101-trabalhadores-da-fundacao-casa-deliberam-pela-continuidade-do-movimento-grevista

VEJAM TAMBÉM http://www.jj.com.br/noticias-30251-funcionarios-da-fundacao-casa-ainda-estao-em-greve


Agentes do sistema socioeducativo entram greve em Minas Gerais

Greve também atinge área técnica e administrativa do sistema prisional.
Agentes penitenciários decidem nesta quinta se vão aderir à paralisação.

Agentes socioeducativos e servidores administrativos e técnicos dos sistemas socioeducativo e prisional entraram em greve, nesta quarta-feira (11), em Minas Gerais, de acordo com o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público (Sindpúblicos).

De acordo com a entidade, uma das principais reivindicações é o cumprimento, por parte do governo, do acordo firmado com a categoria em 2015, objetivando, sobretudo, que uma Lei Orgânica seja aprovada e que as carreiras passem a ser atreladas às da Segurança Pública.
Os grevistas também reivindicam que o atendimento às medidas socioeducativas permaneça ligado à Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds). Com a reestruturação administrativa, o governo de Minas propôs que o sistema socioeducativo seja vinculado à estrutura da Fundação Caio Martins (Fucam).

Agentes socioeducativos, servidores administrativos e técnicos dos Sistemas Socioeducativo e Prisional em greve em Uberlândia (Foto: Márcia Aurélia/Arquivo Pessoal)Em nota, o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Sistema Socioeducativo do Estado de Minas Gerais (Sindsisemg), Alex Gomes, classificou a medida como "retrocesso".

Já o governo argumenta que o atendimento aos jovens em cumprimento de medidas socioeducativas ganhará maior caráter educativo, uma vez que a  instituição estará mais adequada à proteção da adolescência.

O Executivo estadual informou ainda que vai criar um grupo, coordenado pela Fucam e pela Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese), para a construção de uma nova proposta. Outro grupo deverá ser formado pelo Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente, pelo Ministério Público e por representantes das Pastorais Sociais e instituições envolvidas na promoção de direitos do adolescente.

O governo de Minas, por meio de nota, ainda declarou que “reitera seu posicionamento de amplo diálogo junto às entidades que representam todos os servidores públicos estaduais”.

Segunda a Seds, as unidades socioeducativas estão funcionando com escala mínima de 30%. A secretaria ainda disse que os servidos administrativos e técnicos das unidades prisionais também funcionam em escala mínima.

Os agentes prisionais, por ora, não aderiram à paralisação. De acordo com o diretor da executiva do Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária de Minas Gerais (Sindasp-MG), Daniel Anunciação dos Santos, afirmou que o assunto será discutido com os trabalhadores em uma assembleia nesta quinta-feira (12).

http://g1.globo.com/minas-gerais/noticia/2016/05/agentes-do-sistema-socioeducativo-entram-greve-em-minas-gerais.html

agente socioeducativo investe R$ 5 mil em fantasia de Capitão América para levar alegria às ruas de BH

Super-herói, que na vida real trabalha com menores infratores, vai se juntar aos amigos Hulk e Homem de Ferro para animar asilos e hospitais infantis. 

Das histórias em quadrinhos e telas do cinema, para as ruas de Belo Horizonte. Fã do personagem Capitão América, o servidor público Rodrigo Ferreira Costa, de 36 anos, morador de Venda Nova, mandou trazer uma roupa do super-herói dos Estados Unidos e caracterizou a sua moto. Há uma semana, ele faz sucesso pelas ruas da capital mineira.



 Divulgação/Rodrigo Costa
(foto: Divulgação/Rodrigo Costa)
Por onde passa, o Capitão América faz sucesso e todo mundo quer fazer uma foto ao seu lado. Sucesso maior com a criançada. Rodrigo é servidor público, agente socioeducativo, trabalha em um centro de recuperação de menores, e se juntou aos amigos para criar um grupo de animação de festas. O sucesso é tanto, principalmente nas redes sociais, que agora ele, o Homem de Ferro e o Hulk decidiram fazer um trabalho voluntário e levar alegria também para hospitais infantis e asilos. Eles até estão selecionando uma vaga para mais uma parceira, a Viúva Negra.

Rodrigo conta que é fã do Capitão América desde criança e coleciona tudo sobre o seu super-herói predileto. Virou adulto e sua paixão aumentou ainda mais. “Um amigo precisava de atores para formar um grupo de animação de festas infantis e eu logo me ofereci para ser o Capitão América. Eu já tinha uma moto robusta, de 1.300 cilindradas, e mandei caracteriza-la. Mandei trazer a roupa do Capitão América dos Estados Unidos e mandei confeccionar o escudo em um estúdio de São Paulo, do mesmo tamanho e modelo. A realidade da fantasia me impressionou”, conta Rodrigo.


Há uma semana, o servidor público disse que resolveu sair de Capitão América pelas ruas de Belo Horizonte, apenas para uma voltinha, segundo ele, e foi fotografado e filmado por várias pessoas na Avenida Cristiano Machado. Logo, as imagens se espalharam pelas redes sociais e aplicativos. “A reação das pessoas foi surpreendente, principalmente com as crianças. As pessoas ficaram loucas, adultos, senhoras e senhores, todo mundo querendo tirar uma foto comigo”, disse Rodrigo, que pretende visitar asilos e hospitais infantis pelo menos uma vez por semana, voluntariamente. “O grupo de animação de festas é um sucesso, mas por enquanto estamos com poucos eventos. Pretendemos melhorar o grupo e vamos fazer uma seleção para Viúva Negra”, disse. Por enquanto, os “Vingadores” vão dando conta de levar alegria às pessoas. Thor e Gavião Arqueiro ainda vão ter que passar no teste para salvar muita gente da tristeza.

 Divulgação/Rodrigo Costa
Por onde passa, Rodrigo chama a atenção das pessoas (foto: Divulgação/Rodrigo Costa) (foto: Divulgação/Rodrigo Costa)


http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2016/05/14/interna_gerais,762694/servidor-publico-investe-r-5-mil-em-fantasia-de-capitao-america-para.shtml

sábado, 7 de maio de 2016

Funcionários da Fundação CASA entram em greve em todo estado

Agentes da Fundação Casa entram em greve por salário e segurança

Paralisação começou neste sábado (7) nas unidades de Campinas.Sindicato informou que serviços essenciais e visitas foram mantidos.

Os agentes da Fundação Casa entraram em greve na manhã de hoje (7). A categoria reivindica 42% de reajuste salarial, reajuste no vale alimentação, a realização de um novo concurso para contratação de mais profissionais e a redução da jornada de trabalho de 40 horas semanais para 30.

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Fundação Casa (Sintraenfa), Aldo Damião Antônio, a paralisação é por tempo indeterminado e até que o governo aceite negociar melhores condições. “Não estamos pedindo muito além do que o trabalhador precisa para sobreviver. Um dos piores salários [do estado] é o do funcionário da Fundação Casa”, disse. 

Durante a manhã de hoje, funcionários fizeram um ato em frente à unidade do bairro do Brás, zona Leste de São Paulo. Com carros de som e discursos, eles pediam mais atenção por parte do governo. 

A Fundação Casa tem 150 unidades no estado. De acordo com líderes do movimento, apesar da greve, 70% dos funcionários mantém os serviços básicos como alimentação, higienização e saúde, conforme determinação do Tribunal Regional do Trabalho que impôs multa de R$ 100 mil por dia em caso de descumprimento. 

A assessoria de imprensa da Fundação Casa informou que o atendimento aos adolescentes nos centros socioeducativos de todo o estado se mantém dentro da rotina, sem prejuízo às atividades pedagógicas, ao atendimento de saúde e psicossocial e à alimentação e higiene, assim como a visitação dos familiares. Segundo a Fundação Casa,  entre 2005 e 2015 foram dados sucessivos aumentos pela instituição que somam 84,56%.

A Agência Brasil tentou contato com o governo estadual, mas não conseguiu.
http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2016-05/funcionarios-da-fundacao-casa-entram-em-greve


REGIÃO CAMPINAS
Os agentes da Fundação Casa de Campinas (SP) entraram em greve na manhã deste sábado (7) por aumento salarial.  A categoria também reclama das agressões sofridas pelos adolescentes durante o horário de trabalho, além dos assédios. Serviços essenciais e visitas foram mantidos.

A paralisação atinge todo o estado de São Paulo e foi decidida após uma assembleia com os trabalhadores no último sábado (30). A greve é por tempo indeterminado e tem 70 reivindicações, dentre as quais está o reajuste salarial de 40%.

Nesta manhã os servidores ficaram concentrados do lado de fora das unidades de Campinas com faixa anunciando a greve e cartazes pedindo mais segurança. [Veja as imagens no vídeo acima]. Na Casa Rio Amazonas, seis dos 80 funcionários estão trabalhando.

Reivindicações
A principal pauta dos grevistas é o reajuste salarial e segurança externa e interna.
"Também que chamem os aprovados em concursos. O governo não está chamando e todos os centros praticamente estão com falta de funcionários, é o que está dificultante bastante o trabalho", afirma o diretor do sindicato Alan Branquim.
Os servidores também pedem por melhores condições de trabalho. "Na área de segurança a gente não tem nada, a gente sempre está requerendo isso junto à Fundação", disse um trabalhador que não quis ser identificado.

Serviços essenciais são mantidos
O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) determinou que 70% dos trabalhadores da Fundação Casa permaneçam em atividade. Caso haja descumprimento, o sindicato pode pagar multa de R$ 100 mil por dia.

Alan Branquim garante que os serviços essenciais foram mantidos. "Tem 70% dos servidores trabalhando para manter os serviços de alimentação, higiene e enfermaria, que são essenciais", afirma. Branquinho ainda afirmou que as visitas aos internos não foi suspensa e ocorreu normalmente na manhã deste sábado.

A greve também ocorre em outras cidades da região como Piracicaba (SP), Limeira (SP) e Rio Claro (SP). Somente em Campinas, mais de 600 pessoas trabalham na Fundação Casa, mas ainda não há um balanço sobre a adesão a greve.

O TRT informou que oficiais de justiça devem fazer visitas aos Centros Socioeducativos para constatar o cumprimento da medida judicial. A Fundação Casa também informou que, entre os anos de 2005 e 2015, foram feitos reajustes que, somados, chegam a casa 58%, enquanto a inflação foi de 76%.

Agentes da Fundação Casa entram em greve em Campinas (Foto: Reprodução/ EPTV)


SOROCABA

LITORAL

BAURU

PRESIDENTE BERNARDES

ARARAQUARA E REGIÃO


sábado, 30 de abril de 2016

Trabalhadores da Fundação CASA deliberam pela greve geral

Trabalhadores da Fundação CASA deliberam pela greve geral na categoria a  partir da zero hora do dia 07/05.



Nesse sábado,  30 de abril de 2016, os servidores da FUNDAÇÃO CASA, em assembléia Geral decretaram GREVE GERAL, por melhores condições de trabalho e salário.

                      vídeo do momento da votação da greve
video



Deputado Carlos Giannazi participa da Assembleia dos trabalhadores em apoio a luta da categoria

fonte:https://www.facebook.com/reginaldosoaresxavier?fref=ufi
O Deputado Estadual Professor Carlos Giannazi/PSOL-SP, colocou o seu gabinete e mandato à nossa inteira disposição e declara apoio total ao nosso movimento paredista/grevista... Liguem para os seguintes telefones: (011) 3886-6690 ou 3886-6686, celular: (011) 94762-6529, Nextel: (011) 7889-4676 Falem com o Prof. Luiz ("Ferreirinha").














Dr. Alfredo
Considerando que a decretação da greve foi deflagada pela categoria em uma assembléia com todos os preceitos legais; por ser decisão da categoria entendo que a não adesão á greve um direito do servidor, mas a feitura de horas extras fora do seu plantão, isto é , fora da sua jornada de trabalho, deva está atitude ser estudada pelo juridico do sindicato como "atitude anti sindical', com participação nominal do servidor que venha a fazê-la (horas estras durante o periodo de greve) conjuntamente com a fundação (empregadora) e deva denunciar não só ao tribunal tal feito, mas também denunciar à categoria o servidor que "corre" com o patrão contra a categoria, fica neste a sugestão para a direção do sindicato analizar.



Ontem, 29 de abril, a Direção do SITSESP/SITRAEMFA e Comissão de Trabalhadores juntamente com a  direção da Instituição. A presidente da Fundação CASA  declarou que não  haveria aumento, nem tão pouco o bônus. Mas que até o fim da tarde ela ainda teria mais uma conversa com o Governo e estava esperançosa.
A tarde, o sindicato SITSESP/SITRAEMFA recebeu um comunicado da Instituição com a proposta do Governo para o pagamento da metade do bônus que atingiu 78,40 %. A  serem creditados em duas parcelas e ainda com nova rodada de negociação daqui a um mês.






sexta-feira, 29 de abril de 2016

Internos da Fundação Casa algemam agentes e fogem de van após jogo

Adolescentes participavam de campeonato de basquete em Batatais (SP). 
Internos usaram meiões para aplicar 'gravata' e render funcionários. 

Seis internos da Fundação Casa de Taquaritinga (SP) renderam um motorista e fugiram de dentro de uma van, que fazia o transporte dos adolescentes após participarem de um campeonato de basquete, na tarde de quarta-feira (27).

Em nota, a Fundação Casa informou que abriu sindicância para apurar as circunstâncias da fuga dos jovens que cumpriam medida socioeducativa e que nenhum interno foi recapturado até a manhã desta quinta-feira (28).

Segundo informações do boletim de ocorrência, 10 adolescentes foram levados para a competição em Batatais (SP). Depois do jogo, quando viajavam de volta para Taquaritinga, os internos deram uma gravata no motorista e seis fugiram da van da Fundação Casa.
Outros três funcionários que acompanhavam o grupo também foram rendidos pelos internos com o golpe. Ainda de acordo com o boletim de ocorrência, os adolescentes usaram meiões de basquete para aplicar a gravata nos agentes.

Os adolescentes conseguiram tirar as algemas e algemaram dois dos funcionários e amarraram o motorista e outro agente com um cadarço de tênis. Os reféns também tiveram alianças, relógios e celulares roubados pelo grupo.

Um dos internos assumiu a direção do veículo, em frente ao trevo da Universidade Estadual Paulista (Unesp), de Jaboticabal (SP). Ele dirigiu poucos metros até a frente de um hotel e os adolescentes deixaram a van.
Como estavam com os olhos vendados, os agentes não viram em que direção os internos fugiram. Os outros adolescentes que continuaram na van ajudaram a desamarrar o motorista, que seguiu com a van até a Fundação Casa de Taquaritinga, onde acionaram a polícia.

Fundação Casa
Em nota, a Fundação Casa informou que a corregedoria da instituição instaurou uma sindicância para apurar as circunstâncias da fuga dos internos que cumpriam medida socioeducativa em Taquaritinga.
A instituição informou também que nenhum adolescente foi recapturado até a manhã desta quinta-feira e afirmou que a Polícia Militar foi acionada e realiza buscas na região.
Ainda de acordo com a Fundação Casa, os menores que forem apreendidos passarão por uma Comissão de Avalição Disciplinar (CAD) e poderão sofrer sanções disciplinares, que vão da redução do tempo de visita à suspensão de atividades externas.

http://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/noticia/2016/04/internos-da-fundacao-casa-algemam-motorista-e-fogem-de-van-apos-jogo.html